Have an account?

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Conflitos - [Tiago José]

Hoje eu briguei com a minha melhor Idéia. Desperdiçamos um poema. Não sabíamos se ia ficar bom, mas estava tudo caminhando para a conclusão. Daí veio a briga, o impasse. As brigas sempre ocorrem por fatores banais, por imposições e inflexibilidades. Quando ninguém quer ceder e todos querem avançar, é natural que o mais forte avance e o mais fraco ceda. Eu cedi, a Idéia avançou. Por um ato covarde eu rasguei o papel, a poesia foi suprimida. A Idéia se irritou, gritou, xingou e foi embora. Não foi sozinha, ela era a minha melhor Idéia e levou consigo todas as suas irmãs e primas.

Fique desnorteado. Inerte. Não sabia o que fazer. Tudo parecia ser inútil, tolo. Horas foram gastadas, papéis, lápis, todos foram usados. Não sabíamos se ia ficar bom, mas estava ficando tão bonito. A briga se deu porque eu queria uma palavra, a minha preferida. A Ideia, com toda a sua arrogância, queria outra. Uma mais feia, que é usada em bares, ternos e outras esquinas inconvenientes. Eu queria palavras cultas, de universidade, biblioteca, livros caros. A Idéia queria palavras prostitutas, sujas, vulgares.

Eu queria palavras puras. Ela - putas.

A historia termina assim leitor: Você fica sem poema. Nem palavras formais ou informais. Nada. O que resta é o papel que vaga na mesa -perdido- sem orientação. As palavras voltam para os seus livros ou esquinas. A minha melhor Idéia abandonou-me. Deve estar aí agora, vadiando, se prostituindo na cabeça de outros autores

Thiago José, estudante
tjaguiar@gmail.com

4 comentários:

Papéis ONline disse...

Eu fiquei simplesmente encantado com o texto, cheio de bom humor, uma maravilha

Blog da Fofa disse...

Kkkk. Muito bom. Tenho muitos conflitos com idéias também. Adorei o desfecho. É o que acaba acontecendo na maioria das vezes. Rasgamos a poesia e a idéia vai se "prostituir " na mente dos outros. Parabéns pela criatividade. Um grande bjo p Thiago e outro p Talles.

lucidreira disse...

Taí uma coisa que sempre admiro em pessoas que desenvolvem textos de forma simples e dinâmicos e faceis de entender.
Parabéns, ficou magistral.
Abraço

Juci Barros disse...

Um show de criatividade!

Beijos.

Postar um comentário

Leia, comente participe e não deixe de ser nosso asinante:
http://papeisonline.blogspot.com/p/assine.html