Have an account?

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Empresa em nome individual (M;M)

Empresa em nome individual

Trabalhadora independente
Trabalho por conta própria
Não sei o que é a crise.
Empresa em nome individual
Cada vez maior
Cada vez se mostra mais.
Mostra
Tesouros satinados
Cor de carne
Cor de pele
Dourada ao desejo
Sem Fractura
Sem Factura
Sem recibo
Nunca pedido.
Peço uma sindicança
Mas a verdade cansa-me
Deixo isso para as minhas mãos
Meus dedos
Minha boca
Tenho que me vestir
Trabalhar
De segunda a sexta
Do anoitecer ao amanhecer
As vezes de manhã
Férias?
Não (me) permito
Não perder os clientes
Fidelidade
Ironia.
Domingo?
Abstinência!
Empresa em nome individual
Tira-me do nada
Dá-me tudo
O que não me tira…
Que importa?
O amor importa?
Que importa!
O amor exporta-se
Importa-se.
Compra e venda.
De porta em porta
A quem importa?
Do Brasil
Da China
Da Espanha…
Concorência?
Não tenho
Não temo.
Trabalhadora por conta própria
Não conheço a crise
Sujeito-me ao mercado
Sugiro a retoma
Emprego(me)
Despeço
Visto
Dispo
Vestir
Despir
Trabalhar
Gostam do meu toque
Deixo o meu cheiro
Troca com dinheiro
O telemóvel a chamar.
Atendo.
3º andar
Apartamento 27
Lado A
De quarto em quarto
De porta em porta
De cama em cama
Às vezes no vão das escadas
Eles vão…
Procura
Prazer
Oferta
Serviço
Vendido
Não perco
Encontro com
Angola
Alemanha
Inglaterra
Portugal
Empresa em nome individual
Nunca em  crise
Dar Prazer
Satisfazer
Um prazer
De coração?
Obrigação!
Habituação!
Meu edifíco vendo
Que importa!
Quem se importa…?

2 comentários:

M. disse...

Que giro:)

Já listo isto em qualquer lugar...

Thiago José. disse...

Simplesmente perfeita. Os cortes são belos, as indagações e afirmações melhores ainda !

Postar um comentário

Leia, comente participe e não deixe de ser nosso asinante:
http://papeisonline.blogspot.com/p/assine.html