Have an account?

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Parte IV – Quiroga e o perfeito contista

(Horacio Quiroga)

Muitas das ponderações de Edgar Allan Poe tornaram-se quase uma teoria do conto. Salientamos, entretanto, que esta força só se deu a partir da identificação que muitos contistas tiveram com seu discurso, chegando a muitas vezes tê-lo como pedra fundamental na sua escrita.  Um destes grandes contistas é o Uruguaio Horacio Quiroga (1879 – 1937). Autor de muitos contos, sendo boa parte destes tematizando o amor, a selva e a morte, deixou de reflexão aos jovens escritores de sua época um irônico texto intitulado “Decálogo do Perfeito Contista”, consistindo este em dez mandamentos para aquele que busca escrever bons contos. O primeiro destes mandamentos já nos mostra que realmente Edgar Allan Poe é uma das maiores referências no assunto. Este mandamento nos diz para crer em um mestre e seguir-lhe os passos. Quiroga seguiu Poe fielmente, escolha seu mestre, aquele que lhe dirá os primeiros passos e siga o leitor também o seu caminho.
Próxima semana discutiremos mais detalhadamente o Decálogo, dando ênfase ao 10º mandamento, que acredito ser bastante especial ao aspirante a contista. Aos que quiserem ler o Decálogo completo (recomendo), aqui vai um link: http://riesemberg.blogspot.com/2006/10/declogo-do-perfeito-contista.html. Até a semana que vem.

Wander Shirukaya,
escreve contos e está aberto ao debate. Pode ser achado aqui:

10 comentários:

AmoJoias disse...

Olá! Talees, tudo bem? Obrigada pela visita!!
fico feliz que tenha gostado do Blog e o seu tb é um ótimo lugar de inspiração e de importante informação! eu não conhecia Horacio Quiroga!
Vou segui-lo para apreciar mais as informações preciosas de vocês!
um super bju
AmoJoias

Valéria Sorohan disse...

Sigo muito meus mestres, um deles Caio Fernando Abreu, suas palavras estão sempre comigo.

BeijooO

Papéis ONline disse...

Olha Quiroga é com toda certeza um farol na arte literária e não só no conto, ele influenciou por exemplo o nosso Barros

augusto disse...

Na verdade sou ignorante no assunto, vou ler outros posts

abraço

Gui disse...

eu li Queiroga..HAUHAU
mas vamos la... eu nao sou muito fã de literatura e por isso acabo nao conhecendo muitos precursores importntes na historiam dela.. é sempre bom conhecer essas pessoas e ver como ela foi importante.. e achei interessante a historia desse homem.. suas obras e meritos.... =D

automidia disse...

Queiroga foi um poeta que no mínimo criou mais do que obras de arte. Fez tendência!

Muito bom o blog!
Abraço

¬

Passa no meu se puder!
;D

Rafael disse...

vou querer ver semana que vem =D

Daniel Silva disse...

é um blog público? acho que já vi os blogs de pelo menos 3 pessoas que escrevem aqui. curti muito.

abraço

Nath Ataíde disse...

Nossa você escreve muito bem, me despertou interesse.
seguindo ;*

Karla Hack disse...

Eu nunca havia lido este decálogo...
Vou ir conferiri já!
Mais um excelente post!
;D

Postar um comentário

Leia, comente participe e não deixe de ser nosso asinante:
http://papeisonline.blogspot.com/p/assine.html